quinta-feira, 24 de setembro de 2015

SURPREENDENTE - Lançamento do novo livro de Maurício Gomyde


 
CONVITE: O lançamento do novo livro do colega e renomado escritor Maurício Gomyde em Brasília ocorrerá neste sábado, 26 de setembro, às 15:30, na Livraria Cultura do Casa-PARK. 

Visões do TCU - Fotografias de AVELINA Almeida



@@@@@

Avelina Ferreira de Almeida, lotada no Cedoc - Centro de Documentação, do Instituto Serzedello Corrêa. Sou curiosa e apreciadora da arte. Procuro fazer fotos buscando os mais diversos contextos. Já ‘me aventurei’, de forma amadora, no mundo da dança, do teatro, clown, etc. Sempre apreciei o mundo da arte: fotografia, cinema, literatura, música, dança, atividades cômicas, especialmente o ‘universo clown’, teatro, etc. A arte nos possibilita fazer novas reflexões sobre a vida, ao mesmo tempo que nos deleitamos e navegamos nas suas doces águas...

Paisagens - Pinturas de José de JESUS


@@@@@



José de Jesus de Aguiar, Técnico de Finanças e Controle, trabalha no apoio do Gabinete do Presidente - Gabpres. Pratica pintura em tela como hobby, pois, como ele fala, “sempre admirei este tipo de arte e um dia tomei coragem e resolvi pintar de forma autodidata, ou seja, sem professor”. Com o passar do tempo, sentindo a necessidade de ter aulas com professores de pintura para adquirir mais conhecimento técnico, passou a frequentar aulas e workshops com bons profissionais da área. Ele ainda ressalta a frase de um amigo: “O ato de pintar é um bálsamo para o corpo e para alma”.

New York City - Fotografias de Mauro MARTINS



@@@@@


O auditor Mauro Martins atua na Secretaria Regional de Santa Catarina e roda o mundo construindo belas imagens. Visite sua coleção de fotos.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Paisagens - Pinturas de José de JESUS


@@@@@


José de Jesus de Aguiar, Técnico de Finanças e Controle, trabalha no apoio do Gabinete do Presidente - Gabpres. Pratica pintura em tela como hobby, pois, como ele fala, “sempre admirei este tipo de arte e um dia tomei coragem e resolvi pintar de forma autodidata, ou seja, sem professor”. Com o passar do tempo, sentindo a necessidade de ter aulas com professores de pintura para adquirir mais conhecimento técnico, passou a frequentar aulas e workshops com bons profissionais da área. Ele ainda ressalta a frase de um amigo: “O ato de pintar é um bálsamo para o corpo e para alma”.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

On the road - Fotografias de Mauro MARTINS




@@@@@


O auditor Mauro Martins atua na Secretaria Regional de Santa Catarina e roda o mundo construindo belas imagens. Visite sua coleção de fotos.




Quem vai querer a nova escola - Lançamento de Antônio CARLOS dos Santos

Quem vai querer a nova escola


Nesta peça teatral o autor discute as candentes questões que envolvem a educação no país, e o faz quebrando a rigidez e a complexidade dos temas enfocados, tornando-os – através de uma abordagem lúdica e criativa - de simples compreensão

Neste contexto, são evidenciados, no enredo, problemas que estão a comprometer a educação: o volume dos recursos orçamentários alocados; a qualidade do ensino; a pedagogia modelada pela ideologia; cotas e valores; a gestão, a democratização e a sustentabilidade do sistema; dentre outros.

Para quebrar o clima que reflexões sobre assuntos de tamanha importância carregam, a trama é desenvolvida com profusão de cenas hilárias, quadros divertidos, personagens pitorescas, explorando o humor leve e inteligente, característica das comédias gregas encenadas na antiguidade.

Comprar na Amazon

@@@@@

Antônio Carlos dos Santos nasceu em Goiânia e atua no teatro desde a década de 70. Dramaturgo, escreveu, dirigiu e atuou em centenas de espetáculos. Já ministrou cursos e oficinas de teatro em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Tocantins, Goiás, Bahia, Pará, Brasília e Santa Catarina. Escritor, tem dezenas de livros publicados nos gêneros Teatro, Romance, Poesia e Gestão Pública. Trabalhando no TCU desde 2010, atualmente Antônio Carlos trabalha no Gabinete do Ministro-Substituto Weder de Oliveira. Mantém os blogs:

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Jordânia - Fotografias de Mauro MARTINS





@@@@@


O auditor Mauro Martins atua na Secretaria Regional de Santa Catarina e roda o mundo construindo belas imagens. Visite sua coleção de fotos.



A Revelação Bombástica do prof. Batistinha - Crônica de Marcos VALÉRIO



Ilustração de Roberto Mangosi - extraído de
https://www.youtube.com/watch?v=l_tmuToijmo

A REVELAÇÃO BOMBÁSTICA DO PROF. BATISTINHA

Laboratório de física aplicada é lugar de gente séria, palavras contidas e raciocínio cartesiano. O velho professor, como de costume, trabalhou toda a sexta-feira, no entanto, os colegas de laboratório sentiram que sua aura irradiava um brilho diferente. Foram se achegando, e ele, percebendo que os outros liam seus pensamentos e esperavam sua confissão, capitulou:
- Hoje eu comerei uma musa paradisíaca, coisa que não faço há exatamente um mês. Estou contando as horas. 
Isso despertou todas as conjecturas possíveis no ambiente de pesquisa. A primeira reação foi de descrença. Afinal ele já beirava os setenta anos de idade, trabalhava ainda por sacerdócio, ou para ocupar-se em sua viuvez. Era obstinado em seu trabalho. Nunca se o ouvia falar de mulheres.   
– Com o Viagra, nada mais é impossível, porém, que é duro de crer, isso é – duvidava um.
– Só acredito vendo com meus olhos! ... Eu também! – fizeram coro.
– Talvez ele nem saiba mais como é que se faz tal coisa – completou um terceiro.
-  Há a hipótese viável é que ele use o nariz como instrumento – anuiu um quarto, com alusão maliciosa aos dotes nasais do professor.  
Pelo sim, pelo não, alguém propôs:
- Gente, isso é o acontecimento da década. Afinal, quem será essa musa? Pode até ser alguém aqui da redondeza.  A gente podia segui-lo para descobrir.
- Isso mesmo – apoiaram os presentes. 
- Deve ser alguém muito especial, para ele chamá-la de musa – observou o primeiro.
Os Mais estudiosos se lembraram logo de Salvador Dali e de Pablo Picasso, que transformaram suas amadas em musas. O oposto era menos comum: transformar a musa em amada. Mas nada poderia ser estranho para a mente privilegiada do grande físico, Professor Batistinha.
- Primeiro, a admiração; depois, a conjunção – filosofou o analista.
- Para ele chamar de paradisíaca, deve ser um mulherão de fechar comércio e quebrar indústria – veio o comentário de um segundo.
- Talvez no estilo de Eva, a musa paradisíaca de Adão, a mãe de toda a humanidade e também de todo o pecado, na visão dos puritanos, e de todo o desassossego, na visão dos românticos – concluiu um terceiro.  
O fato é que já tinham organizado, aos pés de orelha, a caravana e os equipamentos necessários, desde os carros; escada retrátil; câmera fotográfica; visor com infravermelho, para enxergarem mesmo no escuro, se preciso fosse; amplificador de som, enfim, toda a parafernália usada para experimentos no laboratório de física. Ao final da tarde, o chefe da equipe, até então em atividade externa, retornou, e o porta-voz do grupo cochichou-lhe ao ouvido:
- Professor Batistinha confessou para todos nós que hoje terá um encontro amoroso com uma garota sensacional.
- Não acredito! – murmurou o chefe. – Ou melhor, tenho de acreditar, pois ele nunca foi de mentir. O estranho é que ele é um homem moralista e, ainda por cima, extremamente centrado no trabalho. Não pensei que tivesse cabeça para outra coisa. E pelo que sei, a saúde também já não está das melhores. Mas, enfim, se ele se julga capaz de dar conta da missão, vamos torcer pelo seu sucesso.
- E pelo que deu a entender, ele faz isso todos os meses – advertiu o interlocutor. – E deve ter bom desempenho, pois disse que estava contando os minutos.
Falaram sobre a caravana que estava organizada, e o chefe também não resistiu à tentação.
- dentro! – garantiu.
Durante os últimos instantes do expediente, já noite, perceberam que o velho professor Batistinha esfregava as mãos, num misto de desejo e ansiedade, diante do relógio que cismava em não andar.
Finalmente, o decano despediu-se e todos repetiram sua frase: - “Até segunda! ”.
Seguiram-no até sua casa, como tinham planejado, posicionando-se numa fresta de janela lateral, protegidos pelo escuro da rua. Viram-no tirar as vestimentas, deixando à mostra uma ceroula de bolinhas. Depois, dobrar e guardar minuciosamente as peças de roupa, entrar para o banheiro e retornar envolto numa toalha, com ligeiro odor de alfazema, que perfumou o ambiente. Foi ao quarto e voltou de pijama, trazendo dois travesseiros que arrumou sobre o sofá. Em seguida colocou Mendelsohn para tocar uma suave música clássica.
- Não tem ninguém aí – cochichou o especialista em ótica. – Nosso velho companheiro só pode estar delirando.
- Não, ele nos pareceu bem lúcido e convicto – resmungou o outro. - E se falou é porque a moça vai aparecer. Vamos esperar mais um pouco que ela chega.
Nesse momento, o velho colocou todas as traves nas portas de entrada, sinalizando que não receberia mais ninguém. Dirigiu-se à cozinha e voltou com uma enorme banana na mão. Deitou-se confortavelmente no sofá. Nesse instante, todos prenderam a respiração, imaginando um desfecho andrógino. Mas o professor foi descascando a fruta e comendo-a em compassadas mordidas, com clara expressão de prazer.
- Pronto! Eis o que ele se planejou o dia todo para comer: uma banana – ironizou o mais impaciente.
- Ele disse mesmo que teria um encontro amoroso? – insistiu o chefe da equipe.
- Praticamente isso, com outra frase. Disse que iria comer uma musa paradisíaca.
- Ora, bolas! – impacientou-se o chefe. – “Musa paradisíaca” é o nome científico da banana da terra. Vocês não entendem nada de biologia!   
 - Então é isso! - custou a aceitar o outro.
- Mas por que danado ele criou toda essa expectativa para comer uma simples banana? – quis saber o mais curioso.
- Nosso velho amigo sofre de diabetes – esclareceu seu chefe - e está proibido pelo médico de comer as frutas de que mais gosta. A banana é uma delas. Deve ser por isso, coitado, que ele estava contando os minutos para chegar a casa e fazer sua extravagância mensal.


@@@@@


Declaro, sob as penas da lei, que sou auditor (do TCU), escritor (mediano), poeta (medíocre), católico e ecologista (em ambos, não praticante), compositor musical (licenciado) e artista plástico (bisonho). Nos últimos 35 anos, extremamente preocupado com os meus deveres e completamente desatento com os meus direitos.

Visões do TCU - Fotografias de AVELINA Almeida








@@@@@

Avelina Ferreira de Almeida, lotada no Cedoc - Centro de Documentação, do Instituto Serzedello Corrêa. Sou curiosa e apreciadora da arte. Procuro fazer fotos buscando os mais diversos contextos. Já ‘me aventurei’, de forma amadora, no mundo da dança, do teatro, clown, etc. Sempre apreciei o mundo da arte: fotografia, cinema, literatura, música, dança, atividades cômicas, especialmente o ‘universo clown’, teatro, etc. A arte nos possibilita fazer novas reflexões sobre a vida, ao mesmo tempo que nos deleitamos e navegamos nas suas doces águas...



Praias - Fotografias de Antônio ARAÚJO







@@@@@


Antonio Araújo, Auditor do TCU (Secex/CE), publica poesias no Jornal O Povo.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Amor de Elefante - Lançamento de Antônio CARLOS dos Santos

O Blog TCU tem a satisfação de anunciar a produção editorial dos colegas. Apresentamos o livro:




Amor de Elefante

Nesta peça dramática o autor apresenta - de uma forma bastante inusitada - duas personagens em busca da realização de seus sonhos. Enfatiza o caráter político dos obstáculos interpostos, vincula as barreiras artificialmente criadas ao aparelhamento do Estado por grupos de interesses, contrapõe o messianismo vigente aos valores da liberdade e da democracia, para finalizar a trama de um modo surpreendente, capturando definitivamente o leitor, conduzindo-o ao mais inesperado e sublime dos desfechos. 

Comprar na Amazon

@@@@@

Antônio Carlos dos Santos nasceu em Goiânia e atua no teatro desde a década de 70. Dramaturgo, escreveu, dirigiu e atuou em centenas de espetáculos. Já ministrou cursos e oficinas de teatro em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Tocantins, Goiás, Bahia, Pará, Brasília e Santa Catarina. Escritor, tem dezenas de livros publicados nos gêneros Teatro, Romance, Poesia e Gestão Pública. Trabalhando no TCU desde 2010, atualmente Antônio Carlos trabalha no Gabinete do Ministro-Substituto Weder de Oliveira. Mantém os blogs:

Abertas as inscrições para a XIV MOSTRA DE TALENTOS do TCU



XIV Mostra de Talentos do TCU - Edital 2015

Artes Cênicas | Cinema e Vídeo | Dança
Desenho | Design | Escultura | Fotografia | Gravura
Literatura | Música | Pintura | Instalação e Trabalhos Experimentais

1.      APRESENTAÇÃO
1.1. Com o objetivo de difundir e ampliar a produção artística no TCU e reconhecer novos talentos, bem como promover a integração entre os participantes e demais servidores, estagiários e prestadores de serviço no TCU, o Tribunal de Contas da União, por meio do Espaço Cultural Marcantonio Vilaça (ECMV) promove a XIV Mostra de Talentos do TCU.
1.2. A demanda dos participantes e a capacidade dos espaços expositivos do TCU determinarão as modalidades de participação, a quantidade e as dimensões das obras a serem expostas ou a forma, a duração e o local das apresentações musicais ou das performances, bem assim as condições para a  publicações da coletânea literária e do catálogo da XIV Mostra de Talentos do TCU.
1.3. A XIV Mostra de Talentos do TCU homenageará Elis Regina, no aniversário de 70 anos da cantora.

2.      DA ABERTURA
2.1. A abertura ocorrerá às 16 horas do dia 12 de novembro de 2015, com apresentações no auditório Ministro Pereira Lira, no térreo do edifício-sede e inauguração da exposição de arte na galeria do Espaço Cultural Marcantonio Vilaça.

3.      DAS INSCRIÇÕES
3.1.  O período para inscrições será de 1º de setembro a 6 de outubro de 2015.
3.2. Poderão se inscrever:
a) servidores ativos e aposentados e seus familiares;
b) funcionários terceirizados e seus familiares;
c) estagiários e seus familiares.
3.3. As inscrições podem ser individuais ou por grupos artísticos.
3.3.1. Na inscrição de grupos artísticos deverá ser indicado um representante, responsável pela comunicação entre o grupo e o ECMV.
3.4. O formulário de inscrição estará disponível no Portal do TCU.
3.5. As inscrições poderão ser efetivadas:
a) por meio de formulário eletrônico, no portal do TCU;
b) pessoalmente, no Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, das 10h às 12h e das 14h às 18h;
c) pelo correio, para o endereço indicado no item 8 deste edital.
3.6. A inscrição na Mostra de Talentos pressupõe a aceitação das regras estabelecidas neste edital, bem como das orientações específicas para cada modalidade de participação e eventuais orientações expedidas pelo ECMV.
3.7. A inscrição na Mostra pressupõe a autoria ou a coautoria do participante e a cessão do direito de imagem do(s) artista(s) ou autor(es) e de sua obra para fins de divulgação em meios de comunicação internos e externos.
3.8. Não poderá participar da mostra trabalho já exposto, apresentado ou publicado em edições anteriores da mostra.
3.9. O ECMV divulgará, no dia 14 de outubro de 2015, a relação dos participantes da mostra e a modalidade de participação de cada inscrito.
  
4.      DA ENTREGA DAS OBRAS
4.1. As obras para exposição serão entregues, na galeria do ECMV, entre 15 e 30 de outubro de 2015, segundo orientações específicas para cada modalidade participativa, disponíveis no portal do TCU.

5. VEDAÇÕES
5.1.Não serão aceitas obras que atentem contra a lei ou tragam menções indecorosas, preconceituosas, desrespeitosas, discriminatórias, injuriosas, caluniosas, difamatórias e/ou que, de qualquer forma, atentarem contra a dignidade, a imagem, a reputação, a honra, a moral, a integralidade ou qualquer outro direito de qualquer pessoa, nacionalidade, etnia, política ou religião, bem como que atentem contra a ordem pública, os bons costumes e/ou qualquer norma jurídica vigente e/ou que constituam qualquer espécie de plágio, ou que firam direitos autorais.

6. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
6.2. A equipe de ECMV agendará e conduzirá reuniões de produção com todos os participantes da mostra, divididos por categorias
6.3. Não será autorizada a comercialização das obras nas dependências do TCU.
6.4. Em nenhuma hipótese o Tribunal de Contas da União e o ECMV serão responsáveis por prejuízo, ao artista ou a terceiros, resultante de furto, roubo, acidente, danos causados às obras, instalações, equipamentos ou transgressão de direito autoral.
6.5. Durante o período da mostra, as obras estarão expostas a visitação na galeria do Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h.
6.6. Os casos omissos serão avaliados e decididos, mediante requerimento, pela equipe de produção da Mostra de Talentos do TCU.

7. CRONOGRAMA
XIV MOSTRA DE TALENTOS DO TCU – 2015
Inscrições: 1º/9 a 6/10/2015
Divulgação dos participantes e das obras selecionadas: 14/10/2015
Recebimento dos trabalhos originais: 15 a 30/10/2015
Sarau de Abertura: 12/11/2015 – às 16 horas
Abertura da Galeria: 12/11/2015 – às 18:30
Visitação: 13/11 a 11/12/2015 – das 9h às 18h

8.INFORMAÇÕES
Espaço Cultural Marcantonio Vilaça
Tribunal de Contas da União - Setor de Administração Federal Sul
Quadra 4 - Lote 1, Edifício-Sede, Térreo.
Brasília – DF
CEP: 70042-900

Telefones: (61) 3316-5221 e 3316-5036, 3316-4129 das 10h às 12h e das 14h às 18h.

Os Disparates da Vida Social - Crônica de Marcos VALÉRIO


Foto extraída da página http://www.papodebar.com/a-atitude-masculina-ficou-digital/ (com efeito apenas ilustrativo, sem vínculo com a crônica)
Angélica fazia parte de um badalado grupo virtual que congregava muitas amigas queridas. Não poupavam elogios umas às outras e não faltava assunto. Ao amanhecer, já postavam as primeiras mensagens: “Bom dia, queridas e lindas amigas, desejo-lhes de alma um alegre despertar”, “Um beijão no coração”, dizia outra. “Muita saúde e paz” repetiam as retardatárias. Por volta das oito, as mensagens se desejavam mutuamente “Bom dia de trabalho”, “Muitas realizações”, “Muitos negócios positivos”, “Que seu chefe esteja de bom humor”.
Às dez horas, não esqueciam de desejar-se um bom lanche, alimentos saudáveis, etc. Depois vinham os votos de bom almoço, bom lanche da tarde, bom fim de jornada, bom retorno ao lar, excelente jantar, e por fim, “Bom sono”, “Bons sonhos”. Isso sem falar nos parabéns em dias de aniversário das integrantes e dos seus familiares.
Angélica era das mais festejadas, pelas suas iniciativas, pela sua prodigiosa lembrança e capacidade de externar amor e admiração a todo instante. Fazia cada participante sentir-se a pessoa mais linda e admirada do mundo.
Eis que, em certo dia nublado, depois de uma chuva de mensagens de várias amigas, já passava das oito da manhã quando Angélica resolveu se manifestar de modo surpreendente e fazer todas as telas do grupo dispararem um “vibra call” automático:
Angélica diz: - Aqui todo mundo é babaca. Só tem gente otária, ridícula e mal amada!

A mensagem provocou uma imediata reação em cadeia.
Amanda diz: Babaca é você, sua imbecil. Tá se achando!
Júlia diz: Um saco de merda é o que você é.
Clarice diz: Otária é a mãe que botou no mundo esse trambolho.
Flávia diz: Ridícula é quem usa cintas dos pés a cabeça para esconder as gorduras.
Roberta diz: Só gordura? Não seja generosa. Esqueceu as estrias e celulites?
Márcia diz: Mal amada, é? Quem levou chifre do Rubinho?
Roseli diz: Só Rubinho não. Ninguém agüenta mais de um mês com essa megera.
Isa diz: Cresça e apareça. Tudo em você é falso. 
Lúcia diz: Se não pintasse os cabelos toda semana, eles estariam branquinhos.
Mariana diz: A única coisa verdadeira em você é o mau hálito.
Taíza diz: Ninguém te agüenta, guria.  Vai te catar.

Depois de uma enxurrada de outras mensagens do gênero, durante toda a manhã, surge a réplica já no horário do almoço:

Angélica diz: Gente, pelo amor de Deus, eu esqueci meu celular em casa. Só agora estou voltando do trabalho. Uma sobrinha adolescente que está nos visitando deve ter entrado na minha rede. Só pode ter sido essa pestinha que escreveu aquele absurdo em meu nome. 

Amanda diz: Realmente eu achei estranho. Você não é disso. É uma pessoa super do bem. 
Júlia diz: Liga não, amiga. Nós te amamos.
Clarice diz: Bola prá frente. Você é maravilhosa e vai superar tudo.
Flávia diz: Não vale a pena se grilar com isso. Nós te adoramos.
Roberta diz: Toma cuidado com essa menina. Ela pode aprontar coisa pior com você. Beijos.
Márcia diz: Vamos passar uma esponja em tudo. Tem um amigo meu que quer te conhecer.
Roseli diz: Imagino a raiva que você ficou dessa garota.
Isa diz: É coisa de adolescente. Não se preocupe. 
Lúcia diz: E no mais, está tudo bem com você? No trabalho, no amor?
Mariana diz: Conte sempre com esse ombro amigo. Nossa amizade é para sempre.

Taíza diz: Vamos marcar logo nosso chope dessa semana? 



@@@@@


Declaro, sob as penas da lei, que sou auditor (do TCU), escritor (mediano), poeta (medíocre), católico e ecologista (em ambos, não praticante), compositor musical (licenciado) e artista plástico (bisonho). Nos últimos 35 anos, extremamente preocupado com os meus deveres e completamente desatento com os meus direitos.

Visões do TCU - Fotografias de AVELINA Almeida









@@@@@


Avelina Ferreira de Almeida, lotada no Cedoc - Centro de Documentação, do Instituto Serzedello Corrêa. Sou curiosa e apreciadora da arte. Procuro fazer fotos buscando os mais diversos contextos. Já ‘me aventurei’, de forma amadora, no mundo da dança, do teatro, clown, etc. Sempre apreciei o mundo da arte: fotografia, cinema, literatura, música, dança, atividades cômicas, especialmente o ‘universo clown’, teatro, etc. A arte nos possibilita fazer novas reflexões sobre a vida, ao mesmo tempo que nos deleitamos e navegamos nas suas doces águas...

.

A Estagiária (1) África (1) Alemanha (7) Amhitar (6) Antônio Araújo (4) Antonio Carlos dos Santos (6) Antonio Moreno (5) Artes Plásticas (44) Artes Visuais (147) Artigo (1) As ACEs CATS (2) As Olimpíadas Mundiais dos Tribunais de Contas (1) Astros (2) Audiovisual (20) Avelina Almeida (13) Bélgica (1) Brasil (31) Brasília (1) Ceará (2) Comédia (13) Conto (15) Crítica de Arte (1) Crítica Literária (1) Crônica (13) Daniel Rodrigues (2) Dinamarca (6) Dipar (1) Divulgação (2) Drama (14) Dramaturgia (24) Elieser Cavalcante (1) Ensaio (4) Espaço Cultural Marcantonio Vilaça (2) Estacionamento Provisório (2) Estados Unidos (6) Ex-funcionários (2) Exequiel (3) Flores (4) Fotografia (110) França (6) Funcionários Ativos (248) Funcionários Inativos (6) Gabinete de Ministro (7) Gabpres (49) Gênero Fantástico (9) Geraldo Abreu (1) Gustavo Parolin (1) Holanda (14) Humor (20) Idelfonso Bezerra (1) Indonésia (1) ISC (18) J.JESUS (25) Japão (2) Jerson Brito (9) Jordânia (7) José Osterno (4) Josir Alves (1) Júlio Cat (18) Lançamento de Livro (4) Literatura (63) Luisa Franco (1) Marcelo Assis (20) Márcia Sartori (57) Márcio Braz (1) Márcio Hudson (3) Marco Aurélio (2) Marcos Valério (11) Mauro Martins (21) Michelle Glória (2) Mostra de Talentos (7) Musica (1) Noruega (2) Nova Iorque (2) O Primo Basílio (9) Oriente (1) Os Servidores do Tribunal de Contas Unido (2) Pacto de Sangue (1) Pagina das Vidas dos Servidores (1) Páginas das Vidas dos Servidores (1) Paisagem Praiana (16) Paisagem Rural (29) Paisagem Urbana (3) Paraíba (2) Paulo Avelino (13) Pintura (46) Poesia (24) Resenha de Livro (1) Retrato (3) Reunião sobre plano de auditoria (1) Romance (1) Romilson Rodrigues (1) Sátira (12) Secex-CE (21) Secex-GO (1) Secex-PA (2) Secex-PE (2) Secex-RN (11) Secex-RO (8) Secex-RS (1) Secex-SC (21) SecexEstatais RJ (2) Secretaria das Sessões (55) Selip (1) Selog (20) Semag (24) Seplan (1) Soneto (1) Swing Tântrico (6) TCU (1) TCU-Estados (30) TCU-Sede (166) Teatro (21) Técnica Mista (1) Tele trabalho (1) Tepires (24) Tiba (1) Transpantaneira (3) Tribunal de Contas Romano (3) Trova (2) Ubiratan Aguiar (3) Venezuela (6) Viagem (86) Vídeo (16) Waucilon (2)